Quarta-feira, 11.09.13

Não sendo do tempo de Eusébio da Silva Ferreira, é através das imagens de arquivo e pelas histórias contadas pelos mais velhos que fico a saber acerca da grandeza desta figura ímpar do desporto português, cujo único defeito que lhe posso apontar é relativo à sua preferência clubística. De resto, reconheço a dimensão da grandeza do homem que marcou uma geração, que carregou às costas a sua equipa e a selecção nacional, conseguindo muitos e vários títulos com a primeira, tendo sido impedido de ir mais longe com a segunda fruto de interesses mais elevados que quiseram a todo o risco possibilitar ao país fundador do futebol o seu primeiro (e único) título mundial. Recordo isto porque estou do lado da mágoa que o Pantera Negra sentiu nestes dias, em que euforicamente se celebrou o facto de Cristiano Ronaldo ter ultrapassado o seu número de golos, e no melhor estilo português, sebastianamente falando, se elevou ao título de Deus o número 7 da selecção nacional actual, e se deixou na borda do prato o antigo número 10 das quinas, aquele que chorou depois da injusta eliminação das meias finais de 66. Quando se efectuam comparações existe sempre o risco de correr em falha, e quando se comparam décadas distantes a probabilidade de erro aumenta consideravelmente. Eusébio jogou no tempo em que não havia caneleiras, as substituições não existiam, a bola pesava uma tonelada e as chuteiras eram de couro. Cristiano Ronaldo joga hoje... Ambos são grandes, mas cada um a seu tempo, e por isso mesmo, qualquer comparação é uma triste injustiça.


Rematado a:

rematado por António Simões às 23:16 | link do bitaite | bitaitar | ver bitaites (2) | favorito

Terça-feira, 20.08.13

O Futebol Clube do Porto entrou com uma vitória arrancada a ferros, rumo à conquista do terceiro tetracampeonato da sua história. Com o peso da derrota do adversário da segunda circular a entrada surgiu algo tímida e até permitiu o consentimento de um golo relativamente madrugador, onde mais uma vez se confirmou que Danilo é melhor a atacar do que a defender. O treinador deverá a seu tempo dar as devidas oportunidades a Fucile para tirar as dúvidas em relação ao lateral direito. De seguida deu-se o esperado pois o Porto dominou, sem grandes oportunidades de golo que acabou por surgir depois da marcação de uma grande penalidade, conseguida por um dos reforços da época, Josué. Defour deu lugar a Quintero que "demorou" 1 minuto a fazer magia: remate fenomenal para o fundo das redes tendo anteriormente sido carregado em falta pelo adversário, mas optou (e bem) por seguir em pé e chutar, no lugar de se atirar para o chão. O terceiro golo surge pelo goleador de serviço, depois de um belo passe de Josué que justificou a sua inclusão no onze inicial. Destaco ainda a inclusão de Ricardo no jogo, ainda que por escassos instantes, sinal que Paulo Fonseca conta com o jovem internacional português.


Rematado a: ,

rematado por António Simões às 23:45 | link do bitaite | bitaitar | favorito

Domingo, 11.08.13

Nada melhor do que uma vitória para começar a época dando continuidade aos triunfos da época passada. Como é habitual, o F.C. Porto parte para mais uma temporada contando já com a Supertaça Cândido de Oliveira como primeiro troféu oficial, desta feita referente à campanha 2013-2014. E pelo que ontem se viu, limando umas arestas temos equipa para acabar a época com mais uns quantos canecos. O Vitória de Guimarães foi um aversário difícil, que procurou com pressão alta impedir que as linhas de passe do Porto aparecessem com mais frequência, sempre apoiado por um público de nota 10. O Porto surgiu o com a novidade de Licá no lado esquerdo do ataque, e com um jogo muito lateralizado com Lucho a fugir da posição 10 para os extremos, donde surgiram os principais lances de perigo e de golo da equipa azul e branca. Três golos no primeiro tempo faziam prever uma segunda parte diferente, mas o Guimarães trocou bem de avançado e conseguiu segurar mais bola na frente, evitando assim uma goleada de números diferentes. Licá, Jackson e Lucho marcaram nos primeiros 45 minutos, tendo ficado em branco na segunda parte mas deixando lances de futebol que revelaram já muito entendimento. Fucile mostrou que veio para dificultar a vida a Danilo e ao treinador, estando aos níveis de alto rendimento que nos habituou, com defesa atenta seguida de lances de ataque municiadores dos avançados. A entrada de Josué mostrou polivalência de funções, a de Kelvin um pouco de magia, mas sem dúvida que desde o momento em que Quintero subiu ao relvado o modo de jogo da equipa mudou radicalmente, tendo sido pelos pés deste verdadeiro numero 10 que os lances de ataque surgiram, sempre pelo meio do campo, e acompanhados por trocas de bola em carrosel dignas de uma equipa muito madura. No final, para além do registo deixado pelo treinador que frisou o reafirmar do Porto como equipa mas galardoada em Portugal, registo mais um título para conseguido por uma jovem promessa, aposta do verdadeiro catedrático no mundo do futebol - Jorge Nuno Pinto da Costa.


Rematado a: ,

rematado por António Simões às 23:45 | link do bitaite | bitaitar | favorito

Sexta-feira, 14.06.13

E chega a hora da pausa neste espaço de discussão de bola! Finalizada a época, e porque para escrever baboseiras já temos os periódicos desportivos diários, dou por concluída a temporada 2012/2013, com os desejos de que a próxima termine da mesma forma, ou seja, com mais um campeonato para o lado do Dragão. Porque foi o primeiro ano, e para mais tarde recordar, deixo aqui três recordações pessoais muito especiais, esperando sempre que a colecção vá aumentando...

 

 


Rematado a:

rematado por António Simões às 08:59 | link do bitaite | bitaitar | ver bitaites (2) | favorito

Segunda-feira, 10.06.13

Hoje foi dia de apresentação de dois novos treinadores em duas equipas: a formação azul e branca do Futebol Clube do Porto, actual TRI-Campeão Nacional; a formação azul do Chelsea, que terminou o campeonato inglês terceira posição. Em todos os serviços noticiosos que assisti deu-se não só o destaque inicial como maior tempo de antena à apresentação de José Mourinho, novamente a comandar os destinos dos Blues de Londres. Aos Dragões do Porto, que apresentavam o novo treinador Paulo Fonseca contratado ao Paços de Ferreira, clube que conseguiu sob os seus serviços alcançar as eliminatórias da Champions League, coube um pequeno apontamento de reportagem. Sei que como portista já deveria estar habituado a esta falta de consideração por parte dos media portugueses, mas tendo em conta que ainda por cima é dia de Portugal, relegar para segundo plano o Tri-Campeão Nacional, clube que fez de José Mourinho o que hoje ele é, é imperdoável. Espero que como habitualmente sucede a cada treinador que passa pela casa do Dragão, Paulo Fonseca não seja excepção e se torne em mais um jovem treinador campeão. Está no lugar certamente certo para isso.



rematado por António Simões às 22:30 | link do bitaite | bitaitar | ver bitaites (2) | favorito

Segunda-feira, 03.06.13

Mourinho de forma semi-oficial, e Neymar de forma oficial com direito a enchente de estádio, confirmaram-se hoje como as grandes transacções do mercado de transferências deste defeso que ainda mal começou. Na próxima temporada 2013-2014 estas duas transferências garantem o atractivo de verificar duas novidades muito raras no mundo do futebol. Por um lado temos José Mourinho, que regressa onde foi muito feliz e onde ninguém espera menos que o título, e alguns pedem uma nova Champions, só que desta vez ganha como deve de ser. Em Barcelona temos algo verdadeiramente inédito, pois acho que nem no tempo dos Galácticos se juntaram na mesma equipa dois génios como Neymar e Messi. Em época que precede um Mundial, parece que as atenções se vão concentrar nestes dois campos. Claro está que o mercado ainda está aberto...



rematado por António Simões às 22:10 | link do bitaite | bitaitar | ver bitaites (2) | favorito

Sábado, 01.06.13

Diz-se que a vindimas só terminam com o lavar dos cestos. A época futebolística 2012/2013 praticamente que se pode considerar terminada, e o que se segue a nível interno é o de sempre, ou seja, notícias a anunciar as saídas de jogadores do Futebol Clube do Porto e outras a anunciar entradas para o Benfica. Sendo realidade tudo aquilo que os jornais escrevem, a foto oficial da nova época do Porto teria apenas a imagem do relvado. Ora, como os jornais normalmente se enganam, tal como se enganaram ao longo dos últimos meses ao dar por certa a vitória do Benfica, esta época é marcada por acontecimentos para recordar, com a excepção da conquista do campeonato nacional por parte do Futebol Clube do Porto, que isso não é preciso recordar pois acontece com assiduidade. Assim, e com a mais que provável omissão de outros, destaco nesta temporada:

- A despedida para o mundo do futebol profissional do treinador Alex Ferguson, que vai agora gozar da merecida reforma;

- A conquista do Bayern de Munique da Bundesliga, Champions e Taça da Alemanha;

- Os 100 pontos que o Barcelona atingiu na Liga BBVA, igualando desse modo o record do Real Madrid do ano passado;

- A confirmação de que José Mourinho tem um prazo de validade inferior a três anos como treinador principal de uma equipa de futebol;

- O contínuo desvirtuamento da essência da competência das equipas de futebol, que depois do Chelsea, Manchester City, e P.S.G, se junta agora o Mónaco, onde os dinheiros das Mafias e dos Petrodólares ajudam a criar equipas de sonho quando outras tem que fazer um trabalho de fundo para depois se esfumar em breves instantes.



rematado por António Simões às 23:08 | link do bitaite | bitaitar | ver bitaites (2) | favorito

Terça-feira, 28.05.13

Esperava muito mais, e muito melhor, das capas de jornais do dia de ontem, nomeadamente no que aos periódicos desportivos diz respeito. "Lendário", "A Vitória de Guimarães" e "Grande Vitória" são títulos que mostram tanto uma grande falta de originalidade, como deixam um profundo vazio pelo facto de deixarem de escapar o excelente trocadilho que o equipamento do Vitória de Guimarães permitia. Com a vitória na Taça de Portugal, o Vitória que equipa de branco garantiu que os vermelhos da luz não ficassem às escuras, mas sim em branco, culminando um desaire histórico consumado em 20 dias. Talvez por isso mesmo tenham sido 20 os segundos que Luís Filipe Vieira tenha estado no autocarro da sua a equipa. No fundo, o patrocinador do Vitória dá alento a vencedores e vencidos. Aos primeiros por terem ganho, e aos segundos porque depois de se terem atribuído os títulos, chegarem ao fim sem nenhum só pode dar mesmo vontade de rir. Ao menos a mim dá... hahahahaha.



rematado por António Simões às 08:59 | link do bitaite | bitaitar | ver bitaites (2) | favorito

Segunda-feira, 27.05.13

Os espanhóis é que sabem...

 



rematado por António Simões às 08:59 | link do bitaite | bitaitar | favorito

Domingo, 26.05.13

O Vitória de Guimarães adiou hoje a abertura oficial da época de incêndios. Mais uma vez os foguetes e a raposeira ficaram por usar, e as televisões tiveram que seguir com a programação habitual. A equipa de Guimarães foi o vencedor justo da final, aquele que acreditou até ao fim, a equipa que teve mais pernas para levantar o caneco. Diziam os comentadores que os pacóvios do norte vieram em excursão até à capital. Nas entrelinhas entendia-se que estaria subjacente a ideia que o borrego era a equipa da cidade berço, mas quem acabou sacrificado foram os vencedores pré-anunciados das três competições. Este final de época é verdadeiramente épico, e desta vez nem a Taça da Liga tiveram para fazer a festa. Jorge Jesus manteve-se fiel a uma linha de atitude que mostra uma falta de desportivismo absurda, pois pela terceira vez não se dignou a dar os parabéns ao vencedor e teve a companhia da equipa, que fez companhia e não respeitou a entrega da taça. Acabam a época a jogar contra brancos, ficando em branco. Nesta linha de pensamento sugiro que a nova bandeira do benfica seja uma adaptação da bandeira da antiga URSS...

No entanto, as adaptações tem que ser efectuadas de forma a se coadunarem com a realidade benfiquista. Assim, a estrela e o martelo serão retirados. As estrelas só as merecem os vencedores, e o martelo pode ficar para os adeptos darem marradas em quem ou no que bem entenderem. Fica assim a bandeira da foice... foi-se a taça, foi-se o campeonato, foi-se a liga europa...


rematado por António Simões às 21:05 | link do bitaite | bitaitar | ver bitaites (2) | favorito


terapia de reflexão para mentes livres e com paciência de ler, escrever e comentar sobre futebol.
mais sobre mim
Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


remates recentes

Pantera Negra

V. Setúbal 1 - F.C. Porto...

Supertaça 2013

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Rematado a

temporada 2012/2013(54)

momentos míticos(2)

porto(2)

destaque(1)

eusébio(1)

liga zon sagres(1)

número 1(1)

supertaça(1)

todas as tags

favoritos

recordando 2016 - Eternid...

eu votaria Não

links
Golos
Site Meter
blogs SAPO
subscrever feeds